PROJECTO

MISTER BLACK ─ BLACK EXHIBITION

BUILT AREA

80m²

COMPLETION YEAR

2012

 

LOCATION

SAO PAULO, SP, BRAZIL

 

 

PHOTOGRAPHY

DENILSON MACHADO  ─ MCA STUDIO

When the young architect Guilherme Torres was invited to participate in Mostra Black, one of the most important event of interior design in Brazil, some statements have become very clear. The space built specially for the event, in the patio of a modernist house in Alto de Pinheiros area in São Paulo, refers to the Barcelona pavilion by Mies van der Rohe, one of the architect favorite works. During construction, the profile of an “imaginary resident” was created. The character “Mister Black” would be an alter ego of the professional, a young art collector, passionate by music and a citizen of the world that loves to receive his friends.

 

At the entrance, a metal mesh curtain invites the visitor to bare the space, a large cube covered in cement and white marble paraná, the same marble used in the construction of Brasília. A reflecting pool crosses the space, underneath a light well, capturing rainwater. We decided not to close the space with glass and leave the pleasant autumn breeze cool the space. The starting point of the decoration was the wide Otto sofa, in leather, designed by the architect, as well as the Pil sofa with 50’s lines and the coffee table covered with vintage wallpaper.

 

The furniture follows an eclectic line of Torres. The rococo table receives the DJ pick-ups, the folding screen from the 50’s is from Lúcio Costa, the bar cart from Sérgio Zalszupin. The art frames from new rising artists in the Brazilian market, all from Zipper gallery. A young and contemporary proposal with a new look to the way of living.

Quando o jovem arquiteto Guilherme Torres foi convidado para participar do mais importante evento de decoração do Brasil, a Mostra Black, algumas premissas se tornaram claras. 

O espaço construído especialmente para o evento, no páteo de uma casa modernista no bairro de Alto de Pinheiros, São Paulo, faz referência ao Pavilhão de Barcelona de Mies van der Rohe, uma das obras de arquitetura preferidas pelo arquiteto. 

Durante a construção, o perfil do "morador imaginário" foi criado. O personagem "Mister Black" seria um alter ego do profissional, um jovem colecionador de arte, apaixonado por música e um cidadão do mundo, que adora receber.  

Logo na entrada, uma cortina de malha metálica convida o visitante a desnudar o espaço, um grande cubo de cimento e mármore branco paraná, o mesmo mármore utilizado na construção de Brasilia. Um espelho d'água cruza o espaço, sob um poço de luz, captando a água das chuvas. Optou-se por não fechar o espaço com vidros, deixando a agradável brisa de outono refrescar o local. 

A decoração partiu do enorme sofá Otto, em couro, de design do arquiteto, assim como o sofá Pil, com linhas 50's, e a mesa de centro revestida com papel de parede vintage.  

O mobiliário segue a linha eclética de Torres. A mesa rococó recebe as pickups de DJ, o biombo dos anos 50 é de Lucio Costa, o carrinho de bar Sergio Zalzupin. Os quadros são da galeria Zipper, todos de novos artistas que estão despontando no mercado brasileiro. Uma proposta jovem e contemporânea, com um novo olhar para o morar. 

PROJETO

MISTER BLACK ─ MOSTRA BLACK

ÁREA CONSTRUÍDA

80m²

ANO DE CONCLUSÃO

2012

 

LOCALIZAÇÃO

SÃO PAULO, SP, BRASIL

 

 

FOTOGRAFIA

????