PROJETO

FV HOUSE

ANO DE CONCLUSÃO

?

LOCALIZAÇÃO

?

ARQUITETO LÍDER

GUILHERME TORRES

FOTOGRAFIA

?

O jovem casal contratou o Studio Guilherme Torres na véspera do casamento. Durante o longo processo de aprovação regulatória, construção e finalização do projeto de interiores, o arquiteto teve a oportunidade de ver os filhos do casal nascerem e crescerem — “Considero a casa um membro da família, sonhada e desejada desde o início” —palavras dos proprietários. 

O terreno com grande declive possibilitou a realização de um projeto dividido em três níveis de acordo com a suas funções. No subsolo podemos encontrar a garagem, zonas de serviço, hall de entrada e um pequeno quarto de hóspedes, que surgiram durante o processo, à medida que a família crescia e florescia. No térreo, a ampla sala de estar revela-se através de portas de correr que se abrem para o terraço e piscina. A cozinha, que no início era para se integrar ao living, é o único espaço fechado do nível devido às necessidades de um lar com crianças.  

 

No andar de cima, três suítes e uma sala íntima estão contidos em uma caixa de concreto, que não toca o térreo. Um vão de 30cm entre as lajes foi estrategicamente desenhado para evidenciar o conceito do projeto — o cubo de concreto no plano longitudinal da alvenaria branca. Nas palavras do arquiteto "uma releitura dos preceitos da arquitetura de Le Corbusier". Todos os cinco princípios da nova arquitetura modernista estão presentes: planta livre sem função estrutural; fachada livre, resultante da planta; palafitas - aço inoxidável que sustenta o cubo de concreto e emerge suavemente da piscina, terraço-jardim com lajes impermeabilizadas; janelas em fita – que o arquiteto prefere representar através de grandes planos deslizantes de madeira, permitindo uma relação sem empecilhos com a paisagem. 

 

A simplicidade formal do projeto esconde as soluções de engenharia, lajes maciças de concreto protendido encontram seu eco no desenvolvimento do interior da casa. Armários de carvalho escondem tudo o que deve ser armazenado e mantido fora do alcance das crianças. Os móveis reúnem boas escolhas, o mix de Sergio Rodrigues, Hans Wegner e móveis de autoria, como o sofá da mesa Slice and Spin, laqueado e revestido com mármore branco “paraná”. As obras de arte, YES Gallery, são um reflexo do olhar contemporâneo dos proprietários.