O arquiteto Guilherme Torres demorou seis meses para conhecer o casal que o contratou em São Paulo de Londres, onde residiam. “Fizemos todas as reuniões via Skype e a câmera deles nunca funcionava, praticamente não os via”, conta o profissional. O projeto que seria inicialmente de interiores se transformou em arquitetura e o arquiteto optou por transformar a residência dos anos 70 numa casa mais espaçosa e luminosa, propícia para receber esta família que após uma década na Europa e 3 filhos pequenos, decidiu retornar ao Brasil. 

 

A proprietária da casa revelou-se uma expert em design, o que tornou o processo muito mais agradável e proporcionou um design de interiores muito colorido e vibrante. Um grande armário de laca multicolorida foi a base de todo o projeto, atravessando ambientes, organizando toda a circulação e criando uma atmosfera única à casa. 

 

Outro destaque fica na subversão dos espaços. O arquiteto optou por deixar os quartos e área dos filhos no pavimento térreo, e no subsolo, criou o living e a cozinha. No lugar do antigo e úmido porão, uma sala cercada por jardins, que se descortina para uma piscina e jardim, surgiu. A mesa da sala de jantar foi desenhada pelo arquiteto e executada em concreto durante a obra, em contraste com a parede em mosaico de azulejos. Todo o mobiliário foi adquirido em Londres e foi trazido na mudança do casal.

PROJETO

DM HOUSE

ANO DE CONCLUSÃO

2012

ÁREA TOTAL

350m²

LOCALIZAÇÃO

SÃO PAULO, SP, BRASIL

ARQUITETO LÍDER

GUILHERME TORRES

FOTOGRAFIA

DENILSON MACHADO — MCA STUDIO

O arquiteto Guilherme Torres levou seis meses para conhecer o casal de Londres que o contratou em São Paulo. “Fizemos todas as reuniões via Skype e a câmera deles nunca funcionava, praticamente não os via”, conta o profissional. O projeto que seria inicialmente de interiores se transformou em arquitetura, e o arquiteto optou por transformar a residência dos anos 70 em uma casa mais espaçosa e luminosa, propícia para receber esta família que após uma década na Europa e com 3 filhos pequenos, que decidiu retornar ao Brasil.

A proprietária da casa revelou-se uma expert em design, o que tornou o processo muito mais agradável e proporcionou um design de interiores muito colorido e vibrante. Um grande armário de laca multicolorida foi a base de todo o projeto, atravessando ambientes, organizando toda a circulação e criando uma atmosfera única à casa.

Outro destaque fica na subversão dos espaços: o Torres optou por deixar os quartos e área dos filhos no pavimento térreo, e no subsolo, criou o living e a cozinha. No lugar do antigo e úmido porão, surgiu uma sala cercada por jardins, que se descortina para uma piscina e jardim. A mesa da sala de jantar foi desenhada pelo arquiteto e executada em concreto durante a obra, em contraste com a parede em mosaico de azulejos. Todo o mobiliário foi adquirido em Londres e foi trazido na mudança do casal. 

PROJETO

DM HOUSE

 

ANO DE CONCLUSÃO

2012

 

ÁREA TOTAL

350m²

 

LOCALIZAÇÃO

SÃO PAULO, SP, BRASIL

 

 

FOTOGRAFIA

DENILSON MACHADO ─ MCA STUDIO

Crafted in the heart of one of the most high-end neighbourhoods of São Paulo, the 1100m2 residence was built by the owner’s grandparents in the 1960s. The original house was designed following a neoclassical style and had a very closed and compartmentalized floor plan.  

 

The project aimed to rethink the spatial distribution of the environments, opening the internal spaces and creating new structures that transformed the house into a contemporary work of art, in total harmony with the client, a young DJ and music producer. 

 

The house presents it’s self with a very sophisticated style yet very informal. The project was developed using a palette of timeless materials of white Brazilian marbles contrasting with an elaborate ebony woodwork. 

 

All the furniture was entirely designed by the architect, who is also and designer. The sofas in the main living room and the fireplace room are covered in fabric and leather, in a modular system that allows infinite combinations. The dining table, purposely just mounted with one chair, maintains the dramatic mood of the decor. Pictures and objects are few and belong to the personal collection of the owner. 

 

The ebony wood walls hide doors and spaces like the wine cellar, which is separated from the office designed with acrylic panels that create a tasting area and accommodate wines, one of the owner great passions. 

 

On the upper floor, a generous 140 m2 master suite integrates bedroom, terrace, closet and bathrooms without any formal divisions. Walls with luminous panels mixed with ebony wood panels create subtle divisions. Again, all the furniture was developed especially for these spaces. 

All the upper floor spaces are open through black perforated movable metal panels, creating a very strong graphic effect:  pixelating the crowns of the trees that surround the whole construction, giving a surreal touch to a project that does not propose fully decorated spaces, but a careful and detailed selection furniture, that will receive the many layers of affective memory over the years.

PROJECT

V2 HOUSE

 

YEAR

2018

 

BUILT AREA

1.100m²

 

LOCATION

SÃO PAULO, SP, BRASIL

 

 

PHOTOGRAPHY

DENILSON MACHADO ─ MCA STUDIO

AWARDS