A reforma deste apartamento de 112m² foi um desafio para além de seu tamanho: o proprietário da residência, localizada no Rio de Janeiro, é amigo de longa data do arquiteto Guilherme Torres. Denilson Machado, fotógrafo e colecionador, desejava não apenas um lar, mas também uma galeria, onde pudesse acomodar toda sua coleção de objetos, livros e obras de arte.

O projeto se desenvolveu a partir desta premissa: criar uma base museológica para a coleção valiosa do cliente. O programa, que inicialmente possuía quatro quartos, foi reduzido para dois, um se transformou em um closet e o outro foi aberto para a sala.

 

Os revestimentos são minimalistas, em tons claros e neutros, com paredes brancas e piso de tábuas de peroba-rosa de demolição, pensados justamente para receber as artes coloridas, vivas e maximalistas. A arquitetura é simples, mas extremamente bem pensada, pois foi tudo uma questão de composição de objetos, milimetricamente posicionados para que a decoração casasse perfeitamente com as mudanças estruturais.  

No living, a composição de tapetes (de que cultura?) trazem movimento e textura, além de ajudarem a criar uma atmosfera vibrante que oferece o ambiente perfeito para receber o sofá Otto 2.0 em couro caramelo e, na área de jantar, a mesa Jet em corian branco, peças de mobiliário também assinadas por Guilherme Torres. Na parede principal, oposta ao sofá, uma grande estante baixa embutida, foi instalada para acomodar todo o acervo de livros do cliente. A iluminação também foi feita como em um museu, com luzes direcionadas às obras para valorizá-las e transformá-las no centro das atenções do espaço. 

Ao vermos o resultado final da reforma, percebemos que o objetivo foi atingido. As paredes da casa de Denilson, e não somente elas, carregam muitas histórias e memórias, e é isto o que de fato transforma o apartamento em um lar.  

PROJETO

DE APARTMENT

ÁREA TOTAL

112m²

ANO DE CONCLUSÃO

(?)

LOCALIZAÇÃO

RIO DE JANEIRO, RJ — BRASIL

ARQUITETO LÍDER

GUILHERME TORRES

 

 

FOTOGRAFIA

DENILSON MACHADO — MCA STUDIO

A reforma deste apartamento de 112 m2 foi um desafio para além de seu tamanho: o proprietário da residência, localizada no Rio de Janeiro, é amigo de longa data do arquiteto Guilherme Torres. Denilson Machado, fotógrafo reconhecido por seus registros de arquitetura e interiores, desejava que seu lar tivesse a atmosfera de uma galeria de arte.

O projeto se desenvolveu a partir desta premissa: criar uma base neutra para emoldurar a grande coleção de objetos, livros e obras de arte do cliente. O programa, que inicialmente possuía quatro quartos, foi reduzido para dois: um se transformou em closet e o outro foi aberto para a sala.

Os revestimentos são minimalistas e em tons claros, com paredes brancas e piso de tábuas de peroba-rosa de demolição, pensados justamente para receber as artes coloridas, vivas e maximalistas. A arquitetura é simples, porém extremamente bem pensada. As peças colecionáveis formam arranjos milimetricamente pensados em uma tela branca. “A partir dela, distribuímos o mobiliário e as obras em uma ambientação que resultou em contraste maximalista”, conta o arquiteto.

No living, a composição de tapetes da Turquia e Paquistão traz movimento e textura, além de ajudarem a criar uma atmosfera vibrante que oferece o ambiente perfeito para receber o sofá Otto 2.0 em couro caramelo e, na área de jantar, a mesa Jet em Corian branco, peças de mobiliário também assinadas por Guilherme Torres. Na parede principal, oposta ao sofá, uma grande estante baixa embutida, foi instalada para acomodar todo o acervo de livros do cliente. A iluminação também foi feita como em um museu, com luzes direcionadas às obras para valorizá-las e transformá-las no centro das atenções do espaço.

Ao vermos o resultado final da reforma, percebemos que o objetivo foi atingido. As paredes da casa de Denilson, e não somente elas, carregam muitas histórias e memórias, e é isso o que de fato transforma o apartamento em um lar.

PROJETO

DE STUDIO

 

ANO DE CONCLUSÃO

2019

 

ÁREA TOTAL

122m²

 

LOCALIZAÇÃO

RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL

 

 

FOTOGRAFIA

DENILSON MACHADO ─ MCA STUDIO

Crafted in the heart of one of the most high-end neighbourhoods of São Paulo, the 1100m2 residence was built by the owner’s grandparents in the 1960s. The original house was designed following a neoclassical style and had a very closed and compartmentalized floor plan.  

 

The project aimed to rethink the spatial distribution of the environments, opening the internal spaces and creating new structures that transformed the house into a contemporary work of art, in total harmony with the client, a young DJ and music producer. 

 

The house presents it’s self with a very sophisticated style yet very informal. The project was developed using a palette of timeless materials of white Brazilian marbles contrasting with an elaborate ebony woodwork. 

 

All the furniture was entirely designed by the architect, who is also and designer. The sofas in the main living room and the fireplace room are covered in fabric and leather, in a modular system that allows infinite combinations. The dining table, purposely just mounted with one chair, maintains the dramatic mood of the decor. Pictures and objects are few and belong to the personal collection of the owner. 

 

The ebony wood walls hide doors and spaces like the wine cellar, which is separated from the office designed with acrylic panels that create a tasting area and accommodate wines, one of the owner great passions. 

 

On the upper floor, a generous 140 m2 master suite integrates bedroom, terrace, closet and bathrooms without any formal divisions. Walls with luminous panels mixed with ebony wood panels create subtle divisions. Again, all the furniture was developed especially for these spaces. 

All the upper floor spaces are open through black perforated movable metal panels, creating a very strong graphic effect:  pixelating the crowns of the trees that surround the whole construction, giving a surreal touch to a project that does not propose fully decorated spaces, but a careful and detailed selection furniture, that will receive the many layers of affective memory over the years.

PROJECT

V2 HOUSE

 

YEAR

2018

 

BUILT AREA

1.100m²

 

LOCATION

SÃO PAULO, SP, BRASIL

 

 

PHOTOGRAPHY

DENILSON MACHADO ─ MCA STUDIO

AWARDS