O projeto, localizado em Monte Mor, São Paulo, conta com conta com 4.422,48m², sendo concebido para uma cliente com uma profunda paixão por cavalos, consequentemente a habitação não cumpre apenas a função de moradia, mas sim um grande espaço destinado ao treinamento e ao cuidado de cavalos, onde acontecerão eventos e conferências para a aprendizagem de técnicas e estratégias do hipismo.

 

Logo, o projeto visa o bem-estar dos animais, possuindo espaços de treinamento e de cuidado dos cavalos, privilegiando a integração com a paisagem ao redor, e também os elementos naturais.

O coração do projeto se descortina na pista de salto, a partir dela a setorização da obra se ramifica pelo terreno, fazendo conexão com a tribuna, onde suas aberturas laterais possibilitam observar os eventos, tanto da pista de saltos quanto do picadeiro.

 

A habitação é separada do picadeiro, por um jardim rico em luminosidade e vegetação nativa, tornando-se possível apreciar o que acontece na área externa. Foi usado também a madeira para a criação do ripado no jardim, fazendo com que aconteça um diálogo entre a luz e a sombra, entre o claro e o escuro, criando nas paredes efeitos gráficos de iluminação natural.

 

A casa, banhada por iluminação natural, foi feita basicamente de madeira e vidro. O uso da madeira remete toda sensação de aconchego ao lar, não deixando de lado a sua sofisticação e elegância que o uso do vidro faz.

 

Sua poética se manifesta através de sua materialidade, trazendo componentes como a madeira nogueira, utilizada também nos pisos internos, e tijolos de barro, utilizados nos pisos externos, e revestimentos de pedra moledo ao decorrer da habitação.

 

A construção faz também como prioridade o uso das técnicas sustentáveis, como o uso de materiais locais, a estrutura de madeira, e a coleta da água da chuva para reuso, fatores que, além de minimizar custos futuros, não contribuem para o impacto ambiental.

 

O térreo é o local onde tudo acontece. O projeto de interiores tem como metragem total se organiza por uma sala de estar e de jantar, uma cozinha e oito suítes, as quais foram solicitadas para que a cliente pudesse receber convidados. O jardim interno divide a sauna da área gourmet, desfrutando da vista para a piscina, fazendo com que haja uma atmosfera serena para a recepção de amigos e familiares.

 

A casa, funciona de uma forma muito independente, não é como se dividissem, e sim, como se elas se complementassem. De um lado, sendo destinada para receber as visitas, onde se localizam as oito suítes e a área de lazer, no pavimento térreo. De outro lado, o primeiro pavimento, concentrado na outra extremidade da

casa, cumprindo a função de usufruir de toda a residência quando a cliente receber muitos convidados.

 

O primeiro pavimento é um espaço mais privado, como se funcionasse como uma “mini-casa”, atribuída para a proprietária e sua filha, composta por duas suítes, uma voltada a face sul, e a outra voltada para o norte. Ambos os dormitórios possuem uma varanda, a qual é proporcionada pelo encontro da laje com o telhado.

 A habitação carrega em sua essência mais do que um ambiente de residir, mas sim um ambiente para contemplar.

PROJETO

LM HOUSE

ÁREA TOTAL

4.422,48 m²

 

LOCALIZAÇÃO

MONTE MOR, SP, BRASIL